DE   ·   EN   ·   PT   ·   ES


Os agricultores de Capanema mudaram suas atividades de forma a ter uma agricultura sustentável, quando este tema não era discutido mundialmente. Com o passar dos anos, eles desenvolveram o mercado para suas safras de soja orgânica e criaram um grande negócio. Agora, todo este trabalho está ameaçado pela contaminação do meio ambiente por Endosulfan.

No final da década de 80, os pequenos produtores agrícolas da região de Capanema decidiram que seguiriam com suas plantações sem o uso de pesticidas. A razão desta decisão, foi o aumneto de casos de intoxicação de agricultores, alguns deles fatais, devido ao uso de pesticidas.

Mercado de soja orgânica

manuelle Sojaernte

Conscientes de suas responsabilidades, os agricultores começaram a buscar métodos de agricultura mais sustentáveis, que não prejudicassem os seres humanos e o meio ambiente. Naquela época não existia mercado para produtos orgânicos, e os agricultores não podiam medir com clareza as consequências desta decisão. Em 1994, a primeira empresa a negociar soja orgânica iniciou suas atividades em Capanema, esta empresa oferecia um valor adicional (prêmio) sobre o preço da soja como forma de compensar o alto índice de atividades manuais no cultivo de orgânicos. Desta forma a agricultura orgânica passou a ser reconhecida na região. Quatro anos depois, a Gebana Suiça iniciou a importação de soja orgânica do Brasil, e em 2002, foi fundada na cidade de Capanema a Gebana Brasil.

Agricultura Orgânica

Desde a fundação da Gebana Brasil o número de agricultores que cultivam produtos orgânicos vem crescendo. Hoje, são mais de 300 famílias. Entretanto, dependendo da qualidade do produto, os preços da soja orgânica podem ser 50% superiores aos preços praticados para a soja convencional. Além de soja, a Gebana Brasil também compra milho e trigo orgânicos dos agricultores, e fornece consultoria técnica e financiamento para compra de sementes e fertilizantes orgânicos.  

A agricultura familiar permite o cultivo de soja de alta qualidade. O maior comprador da soja orgânica de Capanema é uma empresa alemã que utiliza a soja na produção de Tofu. No entanto, devido à presença de Endosulfan na safra orgânica de 2010, esta soja não pode ser utilizada para a produção de Tofu. Conseqüentemente, a Gebana Brasil não pode pagar o valor adicional (prêmio) da produção orgânica para os agricultores, mesmo sabendo que os agricultores não são responsáveis pela contaminação de suas safras.

E agora ?

Qualitätskontrolle bei gebana Brasil

Na melhor das hipóteses, a soja será vendida para a produção de farelo, o que normalmente ocorre com os grão de qualidade inferior.  Além disso, os preços praticados para o farelo de soja são bem menores do que os preços praticados para a soja para alimentação humana. Desta forma, grandes perdas são esperadas. Ainda assim, a venda de farelo para alimentação animal não está garantida.

Com a campanha “CHEGA”os agricultores orgânicos e a Gebana Brasil, esperam receber o apoio do maior número possível de pessoas. O Endosulfan precisa ser banido imediatamente no Brasil. Os agricultores poderão superar esta situação, com o apoio de consumidores de produtos orgânicos e do público em geral. Além disso, está sendo estudada a possibilidade de uma ação legal solicitando que os agricultores sejam indenizados por suas perdas, pois os mesmos, em conjunto com a Gebana, consideram que as grandes multinacionais agrícolas são responsáveis pela contaminação da produção de soja orgânica  

Não só os agricultores mas também os consumidores devem ter o direito de ter acesso a produtos orgânicos.



FEINHEIT Grafik Zürich – CI/CD, Webdesign, Flash, Webshop, XHTML/CSS